0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 15/04/2020 15:11

À pandemia da Covid-19 trouxe muitas mudanças inclusive para o comércio que precisou se adaptar a situação, que tem sido uma oportunidade de inovar. 

Exemplo disso, é o Kelliton Alves, dono de uma escola de música em Gurupi que deu continuidade as aulas por meio de uma plataforma online, além de se adaptar à realidade dos alunos.  “Encontramos um novo nicho de negócio, que são as aulas online. Como nem todos os alunos têm instrumento musical em casa, adequamos com algum objeto que faria a mesma função. A didática dos professores também mudou já que sem o “calor” de uma aula presencial precisamos nos desdobrar para ser mais interativos. Incluímos anexos de mídias, partituras e músicas nas aulas”, destacou.

Já o casal de empresários, Adriano Marinho e Juliana Guedes, proprietários de uma franquia de farmácias, aproveitou o momento para melhorar o acompanhamento do fluxo de caixa e o relacionamento com os clientes. “Nossa forma de contactar com os clientes pelos canais de web foram intensificadas e os acompanhamentos do fluxo de caixa também. Agora fazemos isso diariamente, alinhado aos nossos planos de contenção de despesas”, afirmaram. Para outros empresários, o casal também recomendou doses extra de otimismo, disciplina e fé para os próximos meses.

Também em Gurupi, a dona de uma clínica veterinária, Camila Lopes, apostou no delivery e taxi dog, além de potencializar as redes sociais com conteúdo que mostram que o controle financeiro passa pelos cuidados com os pets. “Estamos aproveitando esse momento para reforçar o amor ao pet em atividades simples como banho, pentear o pelo, brincar e cuidar melhor da alimentação deles. Em nossos vídeos, apresentamos temas relacionados a gestão do controle financeiro voltados aos gastos nos cuidados com pets. Dessa forma, posso contabilizar junto ao cliente, o investimento mensal que ele faz com seu animal de estimação”, justificou.

#DoLimãoàLimonada

#DoLimãoàLimonada é uma campanha do Sebrae Tocantins de apoio aos pequenos negócios que estão encarando as adversidades como forma de superação. São bons exemplos de como os empresários tocantinenses se reinventaram e fizeram da crise uma oportunidade, já que a habilidade de se transformar nunca foi tão importante para o sucesso de um negócio. (Assessoria de Imprensa Sebrae)

Post Anterior

Covid-19: Correios divulgam novos serviços digitais

Próximo Post

Tocantins registra primeiro óbito por coronavírus; prefeitura de Palmas decreta luto oficial