0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 06/04/2021 16:22

De janeiro a março de 2021, o Estado do Tocantins registrou uma redução de 52,5% na internação de pessoas com 80 anos ou mais, em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) geridas pelo governo estadual.

A análise foi realizada por técnicos da Secretaria de Estado da Saúde (SES) e levou em consideração o período após o início da vacinação contra a Covid-19.

Os dados apontam que entre as pessoas de 80 a 89 anos foram internadas em UTI, 39 em janeiro, 57 em fevereiro  e 37 em março. Já no público maior de 90 anos, os números são os seguintes: 8 em janeiro, 23 em fevereiro e 1 em março.

Vacinação Idosos. Foto: Divulgação Saúde.

Para o titular da SES, Dr. Edgar Tollini, “os números mais uma vez apontam para a eficácia da vacinação. Mês passado analisamos os números de óbitos entre este público e constatamos a redução. Agora esta queda na internação, que nos deixa otimistas”, afirmou o gestor, acrescentando que “a população deve continuar com os cuidados e orientações dos especialistas, para a lavagem e higienizações das mãos, o uso das máscaras e que evitem  aglomerações”.

Já o servidor da Pasta, Ullannes Passos Rios, responsável pelo estudo estatístico, considera que os resultados da imunização já podem ser sentidos. “Estamos analisando, constantemente, todos os dados e cruzando informações. Os números demonstram que, tanto o número de mortes – verificadas no estudo anterior – quanto o número de internações foi reduzido após o início da vacinação”, pontuou.

Vacinação

O processo de imunização contra a Covid-19 no Tocantins teve início em 18 de janeiro de 2021 e segundo dados do Vacinômetro da SES, até esta terça-feira,  6, foram aplicadas 145.484 doses, sendo 109.025 na primeira etapa do processo e 36.459 na segunda etapa. Do total de doses aplicadas, 39.174 foram em pessoas acima de 80 anos.

Post Anterior

Tom Lyra assume Agência de Mineração do Estado do Tocantins

Próximo Post

Proposta do Executivo incentiva parcerias público-privadas

Sem comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *