0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 31/07/2020 18:24

Os estados do Ceará, Espírito Santo e Rondônia são os mais bem colocados em ranking que mede o nível de transparência de unidades federativas em relação às contratações emergenciais realizadas no enfrentamento à pandemia do novo coronavírus. O levantamento, chegou à terceira edição, foi divulgado nesta sexta-feira, 31, pela organização não governamental Transparência Internacional. Com 100 pontos, cada, os três estados têm desempenho considerado ótimo, na avaliação realizada em 31 de julho (período de coleta de 20 a 23 de julho).

Em último lugar no ranking, aparece Roraima, com 40,5 pontos e desempenho regular. Pela primeira vez, a ONG incluiu o governo federal na análise. Com 49,3 pontos, o governo federal tem atuação considerada regular. A escala vai de 0 a 100 pontos. O nível de transparência vai de péssimo (0 a 19), ruim (20 a 39), regular (40 a 59), bom (60 a 79) e ótimo (80 a 100).

“A avaliação do governo federal mostra que ainda há muito o que fazer para dar mais transparência às suas contratações emergenciais”, destaca a Transparência Internacional.

Ranking de transparência em contratações emergenciais

Estado                               Pontuação                          Avaliação

Ceará                                 100 pts                                   ótimo

Espírito Santo                   100 pts                                  ótimo

Rondônia                      100 pts                           ótimo

Alagoas                                    98,7 pts                         ótimo

Amapá                                     98,7 pts                         ótimo

Distrito Federal                       98,7 pts                        ótimo

Goiás                                        98,7 pts                        ótimo

Minas Gerais                            97,4 pts                       ótimo

Pernambuco                             93,6 pts                       ótimo

Tocantins                                  93,6 pts                       ótimo

Rio Grande do Sul                   92,4 pts                      ótimo

São Paulo                                 91,1 pts                       ótimo

Mato Grosso                            90,5 pts                      ótimo

Amazonas                                 87,3 pts                       ótimo

Paraná                                       87,3 pts                       ótimo

Maranhão                                86,0 pts                      ótimo

Rio Grande do Norte              84,8 pts                      ótimo

Santa Catarina                         84,8 pts                      ótimo

Bahia                                         82,2 pts                      ótimo

Rio de Janeiro                          79,7 pts                       bom

Pará                                           78,4 pts                       bom

Mato Grosso do Sul                77,2 pts                       bom

Acre                                            70,2 pts                      bom

Piauí                            69,6 pts                                 bom

Paraíba                       65,8 pts                                 bom

Sergipe                        65,8 pts                                bom

Roraima                        40,5 pts                              regular

Capitais

A ONG também mediu o nível de transparência das capitais em relação às contratações emergenciais para o combate à pandemia de covid-19. No topo do ranking, aparecem Macapá, Vitória e João Pessoa, com 100 pontos cada e desempenho considerado ótimo. São Luís vem em última colocação, com 50,6 pontos (regular).

Ranking de transparência em contratações emergenciais

Capital                            Pontuação                                    valiação

Macapá (AP)                      100 pts                                        ótimo

Vitória (ES)                         100 pts                                         ótimo

João Pessoa (PB)                100 pts                                       ótimo

Rio Branco (AC)                   98,7 pts                                      ótimo

Goiânia (GO)                        98,7 pts                                     ótimo

Belo Horizonte (MG)            98,7 pts                                     ótimo

Campo Grande (MS)             96,2 pts                                    ótimo

Manaus (AM)                          94,9 pts                                  ótimo

Boa Vista (RR)                           94,9 pts                                  ótimo

São Paulo (SP)                 94,9 pts                      ótimo

Natal (RN)                        92,4 pts                     ótimo

Porto Alegre (RS)          92,4 pts             ótimo

Recife (PE  )                    91,1 pts                      ótimo

Florianópolis (SC)          91,1 pts                      ótimo

Salvador (BA)                  89,8 pts                     ótimo

Fortaleza (CE)                 86,0 pts                     ótimo

Curitiba (PR)                    82,2 pts                   ótimo

Cuiabá (MT)                     79,7 pts                     bom

Rio de Janeiro (RJ)         79,7 pts                    bom

Teresina (PI)                    75,9 pts                   bom

Palmas (TO)                     72,1 pts         bom

Maceió (AL)                     65,8 pts                   bom

Aracaju (SE)                    65,8 pts                  bom

Belém (PA)                      63,2 pts                  bom

Porto Velho (RO)             60,7 pts                 bom

São Luís (MA)                   50,6 pts               regular

Outro Lado

Em nota, o Ministério da Saúde informa que as informações de contratos e despesas estão disponíveis no Portal da Transparência e publicações no Diário Oficial da União. Além disso, a pasta destaca que “ampliou informações sobre ações e cenários da pandemia por meio do site localizasus.saude.gov.br”.

As prefeituras de  São Luís e Roraima ainda não haviam atualizados os referidos portais . Fonte Agência brasil de Noticias

Post Anterior

Tocantins alcança topo do ranking de transparência no combate à Covid-19

Próximo Post

Segunda onda de covid-19 pode estar próxima

Sem comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *