0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 20/03/2022 13:19

Com foco em otimizar o apoio técnico para a regularização ambiental de propriedades rurais que possuem atrativos turísticos no Tocantins, o Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins) celebrou nessa sexta-feira, 18, em Mateiros, Acordo de Cooperação Técnica com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado do Tocantins (Sebrae/TO), a Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh) e a Secretaria Estadual da Cultura e Turismo (Sectur).

O acordo que prevê a promoção de esforços institucionais é realizado em conformidade com as legislações e diretrizes de regularização ambiental com base nas normativas orientativas do Naturatins, Semarh e Sectur.

As demandas que concernem às contratações das consultorias tecnológicas serão executadas pelo Sebrae conforme as suas normativas internas, regulamentos vigentes e modalidades de contratação aplicáveis. Tais serviços tecnológicos visam realizar avaliação situacional ou orientar a adequação de processos, produtos ou serviços com indicações específicas a serem adotadas, adequações e implementações de normas técnicas, desenvolvimento de serviço, produto ou melhoria de processos com vistas à incorporação de inovação tecnológica e desenvolvimento dos pequenos negócios.

O presidente Renato Jayme destacou o compromisso do governador Wanderley Barbosa na entrega de benefícios à população que fortalecem a economia, desenvolvem o turismo e as cidades. “Esse Acordo de Cooperação Técnica foi discutido ao longo de dois anos. Conseguimos esse entendimento e buscando de forma estratégica o apoio e a participação do Sebrae no qual a gente tem toda confiança naquilo que pode colaborar na regularização das atividades turísticas”, enfatizou.

A partir desta da assinatura, os cooperados passam a viabilizar esforços institucionais para promover a priorização de ações da parceira a fim de otimizar o processo de atendimento das demandas oriundas dos processos de licenciamento ambiental das propriedades turísticas no Estado.

Fernando Alves
Post Anterior

Operação conjunta prende quadrilha suspeita de furtos de celulares em show em Palmas

Próximo Post

Mais de 10 milhões de ucranianos fugiram de suas casas