0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 28/10/2019 15:50

Os indicadores apurados na Sondagem Industrial da Construção Civil do 3º trimestre mostram perspectivas pessimistas do empresário em relação aos próximos seis meses para o segmento, no Tocantins. 

Segundo a pesquisa, a expectativa do Nível de Atividade (ficou com 44 pontos) e em relação ao Número de Empregados (43 pontos). Números abaixo da linha divisória de 50 pontos demonstram pessimismo nas expectativas e queda no realizado.

Os dados são levantados pela Federação das Indústrias do Estado do Tocantins com apoio da Confederação Nacional da Indústria e estão disponíveis a partir desta segunda-feira, 28, no site da FIETO link Estudos e Pesquisas

“O setor da construção civil no Tocantins ainda não aponta sinais de recuperação, de acordo com os dados constatados na pesquisa. Diante desta situação, os empresários estão com expectativa de queda em relação ao nível de atividade e número de empregados para os próximos seis meses”, comenta a coordenadora da Pesquisa na FIETO, Gleicilene Bezerra. 

Construção Civil. Foto: Adilvan Nogueira.

O empresário também enfrentou dificuldades no acesso ao crédito: o indicador registrou 23,5 pontos, o que representa uma queda de 3,5 pontos em relação ao trimestre anterior. Os principais gargalos citados pelos empresários neste trimestre foram a elevada carga tributária, a falta de capital de giro e a inadimplência dos clientes, itens que ocuparam o 1º lugar com 45% das marcações cada. A falta ou alto Custo de trabalhador qualificado que no trimestre passado ocupava o 9º lugar (5%) subiu para o 3º lugar (20%) neste trimestre.

Post Anterior

Exames preventivos e testes rápidos marcam a última semana da campanha Outubro Rosa em Palmas

Próximo Post

Governador assina MP que altera o fundo e o Conselho de Segurança Pública do Tocantins