0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 02/12/2019 14:23

Com o prato Rubacão do Quilombo, Maísa Ramos conquistou o primeiro lugar na Categoria Prato Salgado. Devido à alta aceitação, ela teve que dobrar a receita três vezes em uma noite. “É uma conquista de muito esforço, estou muito feliz. Cozinhar é o meu DNA”, enfatizou ainda emocionada.

O 1º Festival Gastronômico e Cultural de Dianópolis terminou no domingo, 1, com a premiação dos três melhores pratos nas categorias: Prato Salgado, Doce e Lanche Salgado. Os três vencedores receberam o troféu e uma premiação de 1.500 reais em dinheiro. Realizado pela Prefeitura Municipal com apoio do Sebrae Tocantins e Governo do Estado, o evento teve início no último dia 29, na Praça da Capelinha, e contou com a participação de dez expositores, cinco chefs convidados para o espaço Cozinha Show e várias atrações culturais.

Na categoria Doce, o primeiro lugar foi para o inovador Brigadeiro de Caju. Segundo a criadora, Glenda Brigadeiros, as metas das vendas foram superadas duas vezes. “Eu amei esse festival, foi uma novidade em nossa cidade e foi muito bem organizado”, comentou Glenda. Já na categoria Lanche Salgado, o vencedor foi o Pastel Sertanejo, do expositor Robson Correia.

O prefeito de Dianópolis, Gleibson Moreira, avaliou a primeira edição do festival e anunciou a próxima edição. “A expectativa foi superada, o festival já nasceu grande e os resultados são extremamente positivos. A parceira com o Sebrae e o Governo do Estado deu certo e as pessoas abraçaram o evento. A próxima edição acontecerá no primeiro semestre de 2020 e contará com o voto da população para a escolha dos melhores pratos ”, enfatizou o prefeito.

O analista do Sebrae, César Augusto, destacou a movimentação financeira simultânea de várias cadeias empresariais de Dianópolis durante o evento. “Devido ao sucesso desse primeiro festival, a tendência é que mais pessoas queiram participar dos próximos como expositores.  Além disso, a divulgação dessa edição vai atrair mais turistas para a cidade, mostrando a relevância do Festival para a região sudeste do Estado”, finalizou César.

Post Anterior

Bombeiros procuram professor que se afogou no Rio Tocantins

Próximo Post

22º Batalhão de Infantaria, em Palmas, forma a 2ª turma de aspirantes a oficial da reserva

Sem comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *