0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 26/11/2019 16:55

A Agência de Defesa Agropecuária (Adapec) informou que está liberado o plantio do algodão no Tocantins. O vazio sanitário do algodão durou 60 dias. A medida foi tomada para prevenir e controlar o bicudo do algodoeiro, a principal praga que ataca a cultura.

De acordo com o chefe do Programa Estadual de Controle do Bicudo do Algodoeiro, Helcids de Sá Réis, a partir de agora os produtores de algodão devem observar a Instrução Normativa nº 05 de 1º de abril de 2019, que estabelece normas e critérios para o plantio da oleaginosa no Estado. “Entre as medidas estabelecidas na instrução normativa, está o cadastro obrigatório das propriedades produtoras de algodão junto ao escritório Adapec no município onde a lavoura está cultivada até 15 de janeiro de cada ano,” disse Helcids.

Plantio Algodão. Foto: Anderson Onofre.

O Tocantins cultiva atualmente uma área média de algodão estimada em 5 mil hectares distribuída nos municípios de Tocantinia, Caseara, Dianópolis, Mateiros e Peixe. “O algodão é mais uma cultura que crescerá no Tocantins, por isso, o Governo do Estado por meio da Adapec, vem trabalhando para que a sanidade desta cultura seja garantida e possibilite assim, o produtor rural investir neste setor,” ressaltou o  presidente da Adapec, Alberto Mendes da Rocha. 

Post Anterior

Confira os cuidados necessários com instalações elétricas em decorações de final de ano

Próximo Post

Deputado tocantinense propõe título de Cidadão Tocantinense para presidente Bolsonaro; visita presidencial será dia 12 de dezembro

Sem comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *