Home»Comunidade»Com novo sistema de segurança, Praça de Nossa Senhora de Fátima foi reinaugurada nesta sexta-feira, 13, em Palmas

Com novo sistema de segurança, Praça de Nossa Senhora de Fátima foi reinaugurada nesta sexta-feira, 13, em Palmas

Atualizada em: 14/10/2017 10:25

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Por Caira Lima

A Praça de Nossa Senhora de Fátima – Via Sacra, localizada na quadra 308 Sul, em Palmas, passou por reforma e foi reinaugurada nessa sexta-feira, 13. A restruturação do local se deu após um ato de vandalismo, ocorrido em dezembro de 2016, que destruiu diversas imagens, inclusive a da Santa que dá nome à praça e a igreja que fica perto.

A imagem da Santa foi destruída em ato de vandalismo. Imagem: Reprodução Internet

O pároco da igreja, Pe. Josinaldo Filomeno da Silva, relembra o momento de destruição e conta que “O que aconteceu foi terrível! Qualquer situação que envolva a imagem de Nossa Senhora é muito importante para nós que acreditamos. Tudo que a agride, nos agride também”. Segundo Pe. Josinaldo, a paróquia recebe cerca de 2.000 pessoas aos fins de semana.

Depois de meses de reparação, a praça ganha nova vida. Segundo o pároco, a reforma da imagem da Santa custou cerca de R$9.000,00 e foi custeada através de doações. Agora, a imagem de Nossa Senhora de Fátima, ganha também um monumento parecido com o de Portugal, onde a imagem da santa apareceu, no ano de 1974. Além disso, há também um sistema de segurança, que permite que as pessoas se aproximem só até um certo ponto da imagem, disparando um alarme caso alguém ultrapasse a distância permitida.

O evento na praça teve início com um Terço, às 18h. Às 19h aconteceu a inauguração do monumento e as 19h30min, a celebração de uma missa presidida pelo Bispo Dom Pedro. “Aquele sentimento horroroso agora se transforma em alegria pela construção de um monumento ainda mais bonito”, afirma o pároco, Pe. Josinaldo Filomeno da Silva.

Post Anterior

Comissão de Revisão do Plano Diretor se reunirá na segunda-feira, 16

Próximo Post

Secretário Estadual de Saúde, Marcos Musafir, pode ser preso caso não cumpra decisão judicial