0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 05/05/2022 15:23

O pré-candidato do PDT à Presidência, Ciro Gomes, afirmou nesta quinta-feira (5), em São Paulo, que é contra a privatização da Petrobras. O pedetista procurou se diferenciar de outros presidenciáveis, como João Doria (PSDB) e Jair Bolsonaro (PL), declarou que não faz parte da terceira via e disse querer “construir um caminho diferente para mudar o modelo econômico e o modelo de governança política” para o Brasil.

“O Doria defende a mesma política de preços da Petrobras que o Bolsonaro defende. Eu sou contra. O Doria quer privatizar a Petrobras que nem o Bolsonaro. Eu sou contra. Percebe? Não tem liga isso. Eu estou noutra, quero construir um caminho diferente para mudar o modelo econômico e o modelo de governança política que só traz prejuízos para o Brasil”, disse Ciro.

“Eu não sou da terceira via. Acho essa expressão muito apressada, muito preguiçosa. O que é natural para explicar uma coisa que é o seguinte: quem está contra a polarização? Eu estou, mas a tarefa brasileira não é derrotar o Bolsonaro e a polarização.”

“A tarefa é derrotar o Bolsonaro e substituir essa polarização despolitizada por um ambiente de debate de ideias, e a tarefa é construir uma coisa no lugar dessa terra arrasada que é o Brasil”, completou o pedetista.

Nesta quinta, Ciro visitou a Associação de Permissionários da Feira da Madrugada, no Brás, na capital paulista. Ele também foi questionado se já teria um nome em vista para ser vice na sua chapa. “Tem, mas é segredo. Sabe por quê? Porque quem quer pegar galinha não diz ‘xô’. Isso é uma coisa que aprendi lá no Ceará”, respondeu. Ciro, no entanto, afirmou que a definição do vice acontecerá em julho.

Post Anterior

Palmas busca ampliar mercado consumidor para pequenas agroindústrias e adere ao Susaf-TO

Próximo Post

Corrida da Infantaria terá percurso de 8 km em Palmas