0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 08/06/2022 16:46

Auditoria feita pela Controladoria-Geral da União (CGU) revela que a Secretaria Especial de Cultura do Ministério do Turismo falhou na fiscalização de projetos bancados com incentivos da Lei Rouanet. 

O órgão detectou falhas como prestação de contas incompletas ou falta de comprovação de gastos. Além disso, há empresas contempladas com recursos da isenção fiscal que descumpririam requisitos exigidos pela legislação.

Além disso, segundo a CGU, parte dos beneficiados não conseguiu comprovar despesas como alimentação, hospedagem e passagens aéreas. Foram analisadas prestações de contas de projetos de teatro, cinema, música, artes plásticas, entre outros.

Post Anterior

Taxa de positividade de Covid-19 aumenta pela sexta semana, diz Abramed

Próximo Post

Em novo 7 de Setembro, bolsonaristas querem emparedar STF e TSE

Sem comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.