0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 18/07/2022 20:28

Durante evento que marca a posse do novo presidente da CVM nesta segunda-feira (18), o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que o Brasil “está condenado” a crescer, mesmo com inflação e juros altos.

“O Brasil vai crescer 2% mesmo com juros mais alto. Então, tem um elemento estrutural aí.
Não tem como o Brasil não crescer, o país está condenado a crescer. Pode ser com uma inflação um pouco mais alta mas vai crescer”, afirmou o ministro.

Guedes comparou a parte fiscal e a política monetária do Brasil com a de outros países, em meio a um aumento de juros nos Estados Unidos e possivelmente na Europa para tentar conter a inflação.

Nos últimos meses o Banco Central brasileiro elevou a Selic por 11 reuniões seguidas. Atualmente a taxa está em 13,25% ao ano, com possibilidade de, pelo menos, mais uma alta na próxima reunião, que acontece na primeira semana de agosto.

Já nos Estados Unidos a tendência também é de alta dos juros. A inflação no país acelerou  9,1% no acumulado de 12 meses encerrado em junho, a maior alta em 41 anos. Por isso, o mercado passou a apostar em uma alta de 0,75 ponto percentual nos juros americanos, que já vêm de três altas consecutivas desde março.

“Tanto o fiscal como o monetário nosso já estão no lugar enquanto lá fora eles não estão nem na metade do caminho”, declarou.

O ministro chamou a atenção para a queda da inflação no Brasil e a diminuição no índice de desemprego no país, chegando a dizer que haverá recorde de emprego até o fim de 2022.

“Pela primeira vez teremos mais de 100 milhões de brasileiros trabalhando até o fim do ano. Estamos criando mais emprego que a economia americana”, pontuou.

Por fim, ele ressaltou que o Brasil “tem uma oportunidade extraordinária de se revolucionar e ter reindustrialização” com energia barata, além de ser a segurança alimentar e energética do resto do mundo.

“A Europa precisa da gente para a segurança energética. E os europeus, os americanos e os asiáticos precisam do Brasil para garantir a segurança alimentar”, afirmou.

“Estamos em um momento em que o mundo está em crise e o Brasil está saindo de um momento muito difícil, graças ao trabalho de todos”, concluiu Guedes.

Post Anterior

Delegado que apurou ataque hacker ao TSE desmente fala de Bolsonaro

Próximo Post

Ala lulista do MDB trabalhará pela desistência de Tebet e ameaça boicotar convenção