0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 19/07/2022 13:42

Após o ministro do STF Alexandre de Moraes determinar a retirada de materiais nas redes sociais que vinculem a imagem de Lula ao Primeiro Comando da Capital (PCC), assim como ao caso do assassinato do ex-prefeito Celso Daniel, Jair Bolsonaro (foto) publicou uma mensagem, em tom de ironia, ocultando o nome do ex-presidente e o acusando de ligação com o crime organizado.

“Lider da facção criminosa [irraaa] reclama de Jair Bolsonaro e revela que com o Partido dos [irruuu] o diálogo com o crime organizado era cabuloso”, afirmou.

Ao ordenar a retirada do material nas redes, Moraes afirmou que “o sensacionalismo e a insensata disseminação de conteúdo inverídico com tamanha magnitude” podem comprometer a lisura do processo eleitoral, “ferindo valores, princípios e garantias constitucionalmente asseguradas, notadamente a liberdade do voto e o exercício da cidadania”.

Post Anterior

Petrobras reduz preço da gasolina em R$ 0,20 por litro para distribuidoras

Próximo Post

Procuradores defendem investigar Bolsonaro por ataques às urnas

Sem comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.