Home»Destaque»Bolsonaro é ruim ou péssimo para 22% dos que o elegeram, conforme levantamento da pesquisa PoderData

Bolsonaro é ruim ou péssimo para 22% dos que o elegeram, conforme levantamento da pesquisa PoderData

Atualizada em: 22/01/2022 14:38

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Pesquisa PoderData realizada de 16 a 18 de janeiro de 2022 mostra que 22% dos brasileiros que elegeram Jair Bolsonaro (PL) em 2018 não estão satisfeitos com seu trabalho como presidente. A taxa dos que votaram do presidente no 2º turno e hoje o consideram “ruim” ou “péssimo” variou 7 pontos percentuais para cima desde o fim de 2021.

No grupo de eleitores que votaram em 2018 em Bolsonaro, 53% agora o avaliam como “ótimo” ou “bom”. Essa taxa era de 46% há 1 mês.

Entre os eleitores que votaram em Fernando Haddad (PT) em 2018, são 87% os que consideram o atual ocupante do Executivo “ruim” ou “péssimo” . A taxa variou na margem de erro de 2 pontos percentuais desde o último levantamento.

No universo dos que votaram em branco ou nulo em 2018, são 69% os que acham Bolsonaro “ruim” ou “péssimo” –diferença de 14 pontos percentuais desde a última pesquisa (83%). Já entre aqueles que não votaram, o percentual é de 56%– eram 61% em dezembro de 2021.

A pesquisa PoderData, divisão de estudos estatísticos do Poder360, foi realizada em parceria editorial com o Grupo Bandeirantes no período de 16 a 18 de janeiro de 2022. Foram 3.000 entrevistas em 511 municípios das 27 unidades da Federação. A margem de erro é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos. Saiba mais sobre a metodologia lendo este texto.

Para chegar a 3.000 entrevistas que preencham proporcionalmente (conforme aparecem na sociedade) os grupos por sexo, idade, renda, escolaridade e localização geográfica, o PoderData faz dezenas de milhares de telefonemas. Muitas vezes, mais de 100 mil ligações até que sejam encontrados os entrevistados que representem de forma fiel o conjunto da população.

TRABALHO DE BOLSONARO

Na 1ª rodada eleitoral do ano do PoderData, 53% disseram considerar o trabalho do presidente Jair Bolsonaro “ruim” ou “péssimo”. Essa taxa variou 4 pontos para baixo em duas semanas, no limite da margem de erro do levantamento. Enquanto 25% acham “ótimo” ou “bom”. 

DADOS GERAIS PARA 2022

Na média geral, quando se considera a população como um todo, Lula lidera com 42% das intenções de voto. O ex-presidente empata tecnicamente com a soma dos demais candidatos, considerando-se a margem de erro de 2 pontos percentuais. Bolsonaro fica em 2º lugar, com 28%, e Sergio Moro em 3º lugar. Leia os dados completos nesta reportagem do Poder360.

Já no 2º turno, o petista derrotaria Bolsonaro por uma diferença de 22 pontos percentuais (54% X 32%), Moro por 23 pontos percentuais (49% X 26%), Ciro por 28 pontos percentuais (47% X 19%) e Doria por 32 pontos percentuais (48% X 16%).

Post Anterior

Eleições 2022: CNN, Band, RedeTV e Jovem Pan agendam debates

Próximo Post

Secretaria da Saúde do Tocantins informa o 644º boletim epidemiológico da Covid-19