0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 22/01/2021 16:19

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta sexta-feira, 22, que as vacinas desenvolvidas pela Universidade de Oxford e pela farmacêutica AstraZeneca, importadas do Instituto Serum, na Índia, poderão começar a ser entregues aos seus destinos, isso é, nos Estados já neste sábado, 23. A declaração foi feita a jornalistas em frente ao Palácio da Alvorada.

“Pode ter certeza que a Aeronáutica está pronta para servir ao Brasil mais uma vez. Essa vacina amanhã mesmo, se chegar hoje à noite, amanhã mesmo começam a chegar a seus destinos”, disse.

O pessoal disse que eu era contra a vacina. Eu era contra a vacina sem passar pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Passou pela Anvisa, não tenho mais o que discutir, tenho que distribuir a vacina”, disse o presidente.

Bolsonaro disse, porém, que muitos ainda têm preocupação com “a vacina” aprovada pela agência. Sem citar a qual imunizante se referia, disse que não pode obrigar os brasileiros a se imunizarem.

“O que eu tenho observado é que ainda tem muita gente que tem preocupação com a vacina. E deixo bem claro: ela é emergencial”, disse. “Eu não posso obrigar ninguém a tomar vacina, como um governador um tempo atrás falou que ia obrigar. Eu não sou inconsequente a esse ponto”, disse.

Bancada ruralista

Bolsonaro falou com jornalistas depois de se reunir com representantes da bancada do agronegócio no Palácio da Alvorada. Sem citar nomes, o deputado Neri Geller (PP-MT), que participou do café da manhã, disse que 80% dos ruralistas estão alinhados ao presidente e ao candidato dele na disputa pela presidência da Câmara. O postulante deputado por Bolsonaro é Arthur Lira (PP-AL).

“Viemos declarar ao presidente Bolsonaro que a frente parlamentar, se não toda, mas a grande maioria dos seus membros estão alinhados nesse projeto na presidência da Câmara”.

Post Anterior

STF nega liminar contra voto presencial para presidência da Câmara

Próximo Post

Vice-governador do Tocantins se reúne com prefeitos e vereadores e recebe demandas