0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 19/03/2022 16:37

Jair Bolsonaro voltou a comentar neste sábado (19) a suspensão do Telegram no Brasil, determinada pelo ministro Alexandre de Moraes. O presidente disse que a decisão contraria a Constituição e o Marco Civil da Internet.

“Não encontra nenhum amparo no Marco Civil da Internet e em nenhum dispositivo da Constituição”, afirmou na saída de uma lotérica em Brasília.

Como publicamos, com a suspensão do aplicativo, a família Bolsonaro terá cortada sua comunicação com 1,3 milhão de seguidores só o presidente tem pouco mais de 1 milhão que o seguem no Telegram.

Post Anterior

Em São Félix do Tocantins, governador Wanderlei Barbosa entrega reforma da Escola Estadual Sagrado Coração de Jesus

Próximo Post

Palmas recebe selo por seu comprometimento com a logística reversa de eletro eletrônicos