0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 17/07/2022 17:11

O governo de Jair Bolsonaro conseguiu arrecadar R$ 304,2 bilhões com privatizações e desinvestimentos de estatais. A outorga de R$ 67 bilhões da Eletrobras elevou o volume.

A maior parte do montante (R$ 237 bilhões) tinha sido levantado com a venda de subsidiárias de estatais e de ações detidas pela União e suas empresas.

Foram levantados R$ 110,1 bilhões em 2019, no 1º ano de gestão. Mais R$ 59,7 bilhões em 2020. Depois, outros R$ 57,8 bilhões em 2022. E mais R$ 76,6 bilhões em 2022.

A cifra mostra que a equipe do ministro da Economia, Paulo Guedes, conseguiu cumprir 30% do prometido na eleição de 2018, que era arrecadar R$ 1 trilhão em privatizações. Além do R$ 304,2 bilhões arrecadados pelo governo, os novos donos das companhias se comprometem a investir nessas empresas.

VENDA DE SUBSIDIÁRIAS AJUDAM

A única empresa vendida com a aprovação do Congresso foi a Eletrobras, a maior empresa de energia da América Latina. Foi necessária muita articulação política. A ideia de tirar da mão do Estado o controle da companhia estava em debate desde 2016, ainda no governo de Michel Temer.

Enquanto havia resistência do Congresso, a equipe Guedes fez privatizações silenciosas sem grande debate público ou por meio de discussões com o Legislativo. A estratégia usada para diminuir a influência do Estado na economia foi se desfazer de ações detidas pela Petrobras, Banco do Brasil, BNDESPar e CaixaPar. Um processo mais fácil do que o da Eletrobras.

O movimento tem dado resultado. Só a venda da TAG (Transportadora Associada de Gás), uma subsidiária da Petrobras, representou mais que o dobro do que o governo espera arrecadar com a desestatização dos Correios que está travada no Senado, tem grande interesse político e é mais observada pela população.

DINHEIRO REDUZ DÍVIDA

O recurso arrecadado com essas privatizações é utilizado para reduzir a dívida pública, atualmente em R$ 5,7 trilhões.

A exceção é a Eletrobras: parte do dinheiro (R$ 26,6 bilhões) será usado para o reforço do Auxílio Brasil (de R$ 400 para R$ 600), do vale-gás e para criação de um voucher para caminhoneiros e taxistas até o final do ano.

ESTADOS TRAVAM PRIVATIZAÇÕES

De 2019 a 2021, as unidades da Federação levantaram R$ 27,5 bilhões com a privatização de 4 empresas:

AP – Companhia de Eletricidade do Amapá;

DF – Companhia Energética de Brasília;

RS – Companhia Estadual de Energia Elétrica;

RJ – Companhia Estadual de Águas e Esgotos.

Agora, em ano eleitoral, nada avançou

Post Anterior

Farra com fundo partidário banca luxos de dirigentes e líderes

Próximo Post

Teste sua visão e tente encontrar a letra A escondia na imagem

Sem comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.