0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 21/04/2020 14:42

Economistas do mercado financeiro reduziram, pela 10ª semana seguida, a estimativa para o PIB (Produto Interno Bruto) em 2020. O relatório Boletim Focus divulgado nesta 2ª feira (20.abr.2020) pelo Banco Central projeta uma retração de 2,96%. No relatório anterior, a expectativa dos analistas era de queda de 1,96%. Para 2021, foi mantida a expectativa de crescimento de 3,10%.

Apesar da queda, a previsão do mercado para a contração do PIB brasileiro em 2020 ainda está abaixo das divulgadas pelo Banco Mundial e pelo FMI (Fundo Monetário Internacional), que estimam queda de 5% e de 5,3%, respectivamente.

O Boletim Focus é 1º relatório do Banco Central com opiniões de especialistas. Eis a íntegra (321KB) do boletim desta 2ª.

O mercado também passou a prever 1 corte maior na taxa básica de juros (Selic) em meados de junho. A projeção é que, ao final de 2020, ela esteja em 3% ao ano. No boletim anterior, a projeção era de 3,25%. Atualmente, a taxa está em 3,75% ao ano. Para 2021, os economistas preveem uma taxa de 4,5% ao ano para a Selic.

DÓLAR E INFLAÇÃO

A expectativa para a moeda norte-americana no fim de 2020 subiu de R$ 4,60 para R$ 4,80. Para 2021, a estimativa subiu de R$ 4,47 para R$ 4,50.

A estimativa para o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) de 2020, indicador oficial de inflação, também diminuiu no relatório divulgado pelo BC, pela 6ª semana seguida. O percentual estimado foi de 2,52% para 2,23%.

Post Anterior

Tocantins registra 2ª morte por covid-19 e total de casos confirmados chega a 35

Próximo Post

Depressão cresce entre atletas do futebol profissional, com o efeito do Covid 19