0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 25/01/2022 14:14

Quem passou na manhã desta terça-feira, 25, pela rotatória da LO-19 da 712 Sul (ASR-SE-75) se deparou com uma blitz educativa realizada pela Unidade de Vigilância e Controle de Zoonoses (UVCZ) da Secretaria Municipal da Saúde (Semus) de Palmas para chamar a atenção da população sobre a prevenção e combate ao mosquito Aedes aegypti, causador de doenças como a dengue, zika e chikungunya. 

Com o apoio dos agentes municipais de Trânsito e Transporte e com a presença do ‘Mosquitão da Dengue’, a equipe da UVCZ portava faixas para lembrar a população sobre a importância de manter limpos os quintais; de evitar água empoçada e sobre os cuidados gerais que todos devem ter para evitar a proliferação mosquito Aedes aegypti. 

Brenda Lorrane, de 28 anos, que trabalha próximo ao local gostou da iniciativa, e afirmou que ação a motivou a observar o seu lar. “Tenho dois filhos e preciso cuidar para que eles não fiquem doentes. Quando eu vi a faixa me lembrei que preciso fazer a limpeza do quintal da minha casa”, relatou Brenda. 

A coordenadora técnica de Controle Vetorial, Lara Betânia Melo de Araújo, alerta sobre os criadouros do mosquito, sendo observado que mais de 60% deles estão dentro das residências habitadas. “É preciso conscientizar a população que combatendo as larvas do mosquito evita-se doenças como a dengue, zika e a chikungunya.”

A Prefeitura de Palmas conta também com outras ações de combate ao mosquito Aedes aegypti, como visitas domiciliares realizadas pelos agentes de controle e endemias e a utilização de controle químico através do UBV pesado – fumacê.

Denúncias

A Semus coloca à disposição da população uma linha telefônica para atender denúncias referentes a imóveis fechados, abandonados, para aluguel, venda e terrenos baldios que possam ter criadouros do mosquito. É importante que o cidadão quando fizer a denúncia tenha o endereço completo do local. O telefone é o (63) 3212-7917.

Post Anterior

Palmeiras derrota Santos na final e ganha Copinha pela 1ª vez na história

Próximo Post

Emendas parlamentares são preservadas no orçamento, e aumentam 192% desde 2016