0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 04/05/2022 18:03

Atendendo a pedido do ministro do STF Alexandre de Moraes, o Banco Central bloqueou as contas do deputado federal Daniel Silveira (PTB-RJ).

Ontem, como noticiamos, Moraes estipulou multa de R$ 405 mil ao parlamentar por descumprimento do uso da tornozeleira eletrônica. Ele também determinou o bloqueio das contas do deputado e a retenção de 25% do salário da Câmara de Silveira até ele conseguir quitar o pagamento da multa.

Mesmo se recusando a receber a notificação do STF para recolocar a tornozeleira eletrônica, fontes do STF argumentaram ao blog do jornalista Gerson Camarotti que a decisão do bloqueio proferida pelo ministro Alexandre de Moraes não depende da intimação.

Segundo o Banco Central, o bloqueio das contas de Silveira ocorreu por volta das 11h30 de hoje.

Nesta terça-feira (3), o ministro Alexandre de Moraes ordenou o pagamento de R$ 405 mil em multa pelo deputado ter descumprido medidas restritivas impostas pelo STF. O bloqueio deve atingir contas-correntes do deputado, além de investimentos e aplicações financeiras.

Apesar de todas as restrições e condenações, o deputado foi agraciado com um decreto do presidente Bolsonaro (PL) perdoando a pena de Daniel. O presidente utilizou o dispositivo da “graça constitucional” ao aliado.

Post Anterior

Governo do Tocantins lança nova linha de crédito para mães empreendedoras

Próximo Post

Instituto Paraná: Bolsonaro encosta em Lula