0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 05/12/2018 18:51

Nesta quarta-feira, 5, membros do Conselho Estadual do Meio Ambiente (Coema) aprovaram no Palácio Araguaia, o licenciamento ambiental para o cultivo de peixes exóticos também em sistemas de tanques-rede em reservatórios da Bacia Hidrográfica do Rio Tocantins no Estado.

A aprovação ocorreu na 55ª reunião do Coema, liderada pelo presidente do Conselho e secretário de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), Leonardo Cintra, com a presença do vice-presidente do Conselho e presidente do Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), Marcelo Falcão, do gerente de Pesca da Secretaria do Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária (Seagro), Thiago Tardivo, e demais conselheiros.

Segundo o gerente de Pesca da Seagro, Thiago Tardivo, a autorização é um avanço para a piscicultura tocantinense. Para ele, a tilápia é a cadeia mais consolidada no mercado nacional, tendo um pacote tecnológico, desde a produção de alevinos até a sua comercialização. E aqui, no Tocantins, temos um amplo potencial de produção de pescado nos nossos reservatórios, tanto federais quanto estaduais.

Para o presidente da Semarh, Leonardo Cintra, o trabalho desenvolvido para assegurar juridicamente o cultivo de peixes exóticos nos reservatórios do Rio Tocantins mostra o comprometimento do Governo em garantir o desenvolvimento econômico, mas respeitando as leis ambientais. Agora a resolução será encaminha para publicação em Diário Oficial e a previsão é que até a próxima semana seja publicada.

No Tocantins, o Naturatins será o órgão responsável para emitir o licenciamento de projetos de cultivo da tilápia e a ideia é iniciar no Lago da Usina Hidroelétrica Luís Eduardo Magalhães, de Lajeado. No Estado, atualmente, a tilápia é cultivada em tanques escavados.

Post Anterior

Prêmio ABAP de Sustentabilidade premia empresas, assessorias de comunicação e agências de publicidade

Próximo Post

Novidades do setor: ExpoverdeFlor traz mais de 300 espécies de Holambra para o centro de Palmas

Sem comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *