0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 28/11/2021 11:26

A segunda etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa foi prorrogada para até o dia 10 de dezembro, consequentemente a declaração do ato também foi estendido para até 20 de dezembro.
A autorização concedida pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) vem em atendimento a solicitação da Agência de Defesa Agropecuária (Adapec). O motivo é o relato por parte dos produtores rurais sobre a dificuldade para adquirir vacinas em alguns municípios do Estado. A campanha, que iniciou dia 1º de novembro, encerraria no próximo dia 30.
Tocantins prorroga por mais 10 dias campanha de vacinação contra a Febre Aftosa. Foto: Victor Guimarães/Governo do Tocantins.

O diretor de defesa, inspeção e sanidade animal da Adapec, Márcio Rezende, explicou que consultou o Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Saúde Animal (Sindan), instituição responsável por fornecer vacinas ao comércio, e foi informado que não há falta do imunizante e que se trata de uma questão comercial entre as empresas compradoras. “Para que o produtor rural não tivesse prejuízos por não encontrar o produto na sua cidade dilatamos o prazo para que ele faça a aquisição em outras localidades e garanta a vacinação do rebanho”, disse.

A estimativa é vacinar 4,5 milhões de bovinos e búfalos de zero a 24 meses de idade, declarados em maio. Ao todo o Estado conta com 9,8 milhões dessa espécie animal. Vale lembrar que mesmo o produtor não tendo animais em idade vacinal terá que declarar o restante para atualização cadastral.

Multa

A multa para quem deixar de vacinar é de R$ 5,32 por animal e 127,69 por propriedade não declarada, bem como outras sanções, já que a emissão da Guia de Trânsito Animal (GTA), obrigatória para movimentar animais, está condicionada a comprovação da vacinação.
Post Anterior

Governador Wanderlei Barbosa entrega títulos de propriedades para mais de 600 famílias palmenses

Próximo Post

Governador Wanderlei Barbosa assina decretos definindo área do Parque do Jalapão que pode ser concedida à iniciativa privada