0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 15/07/2022 12:19

O segundo ciclo do Programa de Qualificação para Exportação (Peiex) da Agência Brasileira de Promoção das Exportações e Investimentos (ApexBrasil) foi lançado nesta quarta-feira (13), em Palmas (Tocantins). Mais uma vez, empresas do estado do Tocantins interessadas em internacionalizar seus serviços e produtos terão a oportunidade de se capacitar gratuitamente para dar início ao processo de exportação de forma segura e planejada. Neste ciclo, além da capital, os municípios de Araguaína e Gurupi também foram contemplados para sediar o Programa, que terá duração de dois anos. O objetivo é qualificar e capacitar 100 empresas de diversos setores para que passem a comercializar seus produtos em outros países.  

O evento de lançamento ocorreu na sede da Federação das Indústrias do Estado do Tocantins (Fieto), instituição que compõe o Comitê Consultivo do programa, junto com Banco do Brasil, Banco da Amazonia, Senai, Sebrae, Correios e outras instituições parceiras. Na ocasião, estiveram presentes representantes da Apex, da Fapto, da Fieto, do Comitê Consultivo e entidades governamentais. Empresas que participaram do primeiro ciclo também estiveram presente e relataram suas experiências com o Programa. Uma mesa redonda fechou o encontro, com a participação de técnicos, gestores e coordenadores do Programa.  

Até agora 19 empresas já aderiram ao projeto de capacitação para este ciclo. Uma delas é a empresa tocantinense Plantae ecossistemas, uma green-startup que oferece uma plataforma de impacto socioambiental com a proposta de tornar as cidades mais sustentáveis e gerar renda com o plantio de árvores. A empresa já tem demanda de outros países como África, Egito, Reino Unido e Paquistão, e quer se capacitar para atendê-los da melhor maneira. “Nossa plataforma é capaz de atender qualquer cidade de qualquer país, mas precisamos nos capacitar. Estamos animados e muito satisfeitos com a oportunidade de aprender com o Peiex”, afirmou o diretor da empresa, Wagner Machado. A empresa familiar Grupo da Família, que há 27 anos fabrica cordas para varal, pesca e outras finalidades, também quer se capacitar e descobrir novos mercados. Desde 2015, a empresa trabalha apenas com matéria-prima reciclável, como o plástico PEAD, fazendo da sustentabilidade sua marca de reconhecimento.  

Das 100 empresas que o Programa quer capacitar, 50 terão atuação em Palmas, 25 em Araguaína e 25 em Gurupi. As empresas próximas a essas cidades poderão ser atendidas presencialmente e as mais distantes de forma virtual. A ideia é diversificar a exportação do estado, que hoje é majoritariamente soja, e evidenciar os produtos locais diferenciados com potencial de exportação, como bijuterias, cosméticos, moda, artesanato, abacaxi, carne de jaca e outros. 

“O Peiex atende todos os portes de empresa, de qualquer área. Nossos técnicos vão até os empresários e o atendimento é individualizado. Nosso objetivo é qualificar e capacitar esses empresários, mostrando que a exportação é um caminho possível, é um fator de competitividade e que gera desenvolvimento e riqueza para a empresa e para o estado”, afirmou a Coordenadora de Qualificação da ApexBrasil, Rita Albuquerque, durante o evento de lançamento. 

Assim como no primeiro ciclo, que aconteceu de 2019 a 2021 em Palmas, a Fundação de Apoio Científico e Tecnológico do Tocantins (Fapto) será novamente a instituição responsável pela execução do Peiex no estado. De acordo com a Diretora Técnica da Fapto, Fernanda Fernandes, a realização do primeiro ciclo teve muito êxito e este novo que se inicia é mais um desafio, mas com novas oportunidades e novos municípios envolvidos. “O Peiex é a maior e a melhor oportunidade que a gente tem hoje no estado para o empresário que pretende exportar”, afirmou Fernanda durante o evento de lançamento.  

No primeiro ciclo do Peiex em Palmas, 52 empresas foram atendidas. Destas, 13 estão em processo de negociação e 10 já estão exportando, como a empresa Nova Planta, única biofábrica do Tocantins. Após participar do Peiex em 2020, a empresa passou a exportar conhecimento e tecnologia para todos os países da América Latina. “O Peiex abriu nossa mente mostrando as possibilidades e oportunidades no mercado internacional. Por conta da pandemia nossos cursos estão sendo online para países como México, Panamá, Peru, Argentina e Colômbia”, contou o CEO da empresa, Rodrigo Cordeiro. A empresa trabalha com mudas in vitru, por meio da tecnologia de micropropagação. Para exportar as mudas, a empresa está em processo de certificação com o Ministério da Agricultura, pois países como a Turquia e Peru já demandam o produto. Com apoio da ApexBrasil, a empresa também já participou de importantes eventos internacionais relacionados a ciências e tecnologia, além de outros programas que a Agência oferece para auxiliar os empresários brasileiros a alcançar o mercado internacional.  

O sócio proprietário da empresa tocantinense Harufo Café, Cristiano Abdalla Rosa, conta que começou a torrar o café produzido pela família da esposa em 2018, no quintal de casa. Hoje, além de ser referência de café em Palmas, a empresa está em processo de negociação para exportar seus produtos para os Estados Unidos e Arábia Saudita após participar do Peiex. Com o Programa, ele conta que aprendeu os passos fundamentais para dar início ao sonho de exportar. “Capacitar a empresa é essencial e graças ao Peiex demos os primeiros passos. Atualizamos o site da empresa para bilíngue, habilitamos o nosso Radar (Registro e Rastreamento da Atuação dos Intervenientes Aduaneiros) e passamos a conhecer melhor as oportunidades nos mercados internacionais”, afirmou Cristiano. Com apoio da ApexBrasil, a Harufo Café já participou neste ano de duas feiras internacionais, a ANUFOOD, feira exclusiva de alimentos e bebidas com foco em geração de novos negócios para empresas de todos os tamanhos, e a APAS Show, a maior Feira de Alimentos e Bebidas das Américas.  

O Peiex atende empreendimentos de todos os portes, desde que tenha CNPJ ativo, um produto com potencial de exportação, interesse e condições para atender clientes internacionais. Empresas interessadas em participar deste ciclo devem enviar um e-mail para [email protected]  

Durante a qualificação, as empresas participantes recebem treinamentos e suporte de especialistas para aprender como encontrar os potenciais clientes, como se relacionar com o comprador internacional, como adequar a embalagem do produto para a exportação e entre outras informações fundamentais que permitem à empresa se adequar e se preparar melhor para essa finalidade.  

Análise de mercado 

De acordo com o estudo “Oportunidades de Exportação e Acesso a Mercado para as empresas do Estado do TO”, produzido em 2021 pela Área de Inteligência da ApexBrasil, o Tocantins é o 3o estado exportador em âmbito regional e o 14o em nível nacional. Desde 2012, a China é o principal destino das exportações do estado, seguido pela Espanha, Hong Kong, Egito e Tailândia. 

Em 2021, o Tocantins registrou aproximadamente US$ 1,8 bilhões em exportações. Neste segundo semestre de 2022 o estado já registrou um aumento de 55% comparado ao mesmo período de 2021, o que revela um cenário promissor. Segundo o estudo, esse aumento se deve principalmente ao aumento dos preços das commodities. De fato, 99% das exportações do estado são de produtos primários, mas o Tocantins tem muitos outros produtos para conquistar o mercado internacional. 

“O Tocantins é visto como exportador de soja, milho e carne bovina, só que ele tem muito mais para oferecer, como moda, bijuteria, artesanato, outros produtos alimentícios e serviços. O estudo é mais uma ferramenta que oferecemos aos empresários e o Peiex é uma oportunidade para os pequenos e médios empresários começarem a exportar esses produtos”, afirmou o Coordenador de Acesso a Mercado da ApexBrasil, Gustavo Ribeiro, que apresentou o estudo durante o evento de lançamento.  

Entre 2010 e 2020 o número de empresas do Tocantins exportadoras aumentou de 29 para 56. Com mais um ciclo do Peiex e o cenário positivo do estado, a expectativa é de aumentar ainda mais o número de empresas exportadoras. 

O estudo completo pode ser acessado no site da ApexBrasil www.apexbrasil.com.br, na área de Mercados. 

Sobre o PEIEX 

O PEIEX é oferecido pela ApexBrasil com o intuito de preparar as empresas brasileiras para iniciar o processo de exportação de forma planejada e segura. A ApexBrasil realiza o PEIEX em todo o Brasil, com núcleos operacionais instalados em parceria com instituições de ensino, federações de indústria e fundações de amparo à pesquisa. Presente nos 26 estados da federação e no Distrito Federal, de 2017 a 2021, 5.270 empresas foram qualificadas, sendo 73,17% micro e pequenas empresas.  

Sobre a FAPTO  

A Fundação de Apoio Científico e Tecnológico do Tocantins-Fapto é uma instituição de direito privado, sem fins lucrativos, criada em junho de 2004, por um grupo de 57 servidores da Universidade Federal do Tocantins-UFT, e se dedica a apoiar as instituições parceiras no desenvolvimento de projetos nas áreas do ensino, pesquisa, extensão, inovação, empreendedorismo e desenvolvimento tecnológico combinado com a transferência de tecnologia, pois acreditamos que a combinação destes fatores impulsionará o desenvolvimento do Brasil. 

Sobre a ApexBrasil  

A ApexBrasil atua para promover os produtos e serviços brasileiros no exterior e atrair investimentos estrangeiros para setores estratégicos da economia brasileira. Atualmente, a Agência apoia cerca de 15 mil empresas em 80 setores da economia brasileira.  

Post Anterior

Fiscais do Ibama agora precisarão comprovar dolo para multar crimes ambientais

Próximo Post

Bolsonaro perde metade de seu eleitorado na Bahia; ACM Neto ganha no primeiro turno

Sem comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.