Home»Política»Amastha comemora recurso de R$ 10 bilhões para investimento na segurança pública de municípios, anunciado por Temer

Amastha comemora recurso de R$ 10 bilhões para investimento na segurança pública de municípios, anunciado por Temer

Valor poderá ser elevado ao longo do ano, dependendo da demanda de projetos apresentados

Atualizada em: 08/03/2018 10:05

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Investimento em segurança pública foi o principal tema discutido nesta quarta-feira, 07, durante encontro do prefeito de Palmas, Carlos Amastha, com o presidente da República, Michel Temer, e prefeitos de capitais brasileiras. Durante o encontro no Palácio do Planalto, em Brasília (DF), Temer informou que o BNDES vai oferecer uma linha de financiamento de R$ 10 bilhões aos municípios para investimento em projetos de segurança pública.

O dinheiro faz parte dos R$ 42 bilhões que o banco irá repassar aos governos estaduais, conforme anunciado por Temer na semana passada, durante encontro com governadores. Segundo presidente, este valor de R$ 10 bilhões ainda poderá ser elevado ao longo do ano, dependendo da demanda de projetos apresentados. Ele pediu ajuda dos poderes executivos municipais para cuidar da segurança pública nas cidades.

Para o prefeito Amastha, que também participou da reunião como vice-presidente da Frente Nacional dos Prefeitos (FNP), o encontro foi produtivo e o recurso será bem aplicado na segurança pública da Capital. Por estar representando a FNP, Amastha foi o primeiro a discursar, após o ministro de Segurança Pública, Raul Jungmann. O prefeito elogiou a criação do Ministério Extraordinário da Segurança Pública e discutiu o financiamento de tecnologia de custeio. “Parabenizamos o presidente pela criação do Ministério Extraordinário da Segurança Pública e pedimos que se torne uma questão permanente. Também discutimos outras questões muito importantes como o financiamento de todas ações, a questão da tecnologia, que é de fundamental importância”, disse.

Amastha também defendeu o novo pacto da segurança, o fortalecimento das Guardas Municipais e da PM, com equipamentos, salários e aposentadoria especial. “Reforçamos o fortalecimento dos nossos guardas, com mais recursos, para que a gente consiga efetivamente avançar. E também o controle das fronteiras, com o concurso para mais 500 policiais rodoviários federais”, reforçou.

O gestor destacou que o presidente Temer foi muito receptivo a todos os pedidos e espera que em breve tenha resposta a todos os questionamentos. “Reforçamos o pedido ao presidente Temer no sentido da derrubada do veto dos refis dos pequenos, também falamos das mudanças das regras da Caixa Econômica Federal e ele se comprometeu conosco que vai rever essa questão”, disse.

Segundo Amastha, já foi marcada uma nova reunião para o dia 21 para continuar com o tema da segurança com representantes dos prefeitos das capitais. “É importante a sequência das ações para que a gente consiga resultados. E insisto que segurança não é apenas isso. É toda uma série de ações, saúde, educação e tudo aquilo que precisa ser feito para que o Brasil avance nos municípios onde têm que acontecer as grandes transformações”, reforçou.

Integração

Na oportunidade, Temer afirmou que conta com os municípios para alcançar o objetivo central da criação do Ministério Extraordinário da Segurança Pública. “O objetivo é pautar a segurança pública como um dos temas fundamentais para o País. Conseguimos caminhar em vários setores e gerando progresso agora precisamos de ordem, é o lema da nossa bandeira e do nosso governo. Agora pondo em pauta a Segurança Pública. Queremos que os senhores façam reuniões oportunas para mobilizar a questão de Segurança Pública nas respectivas capitais, não só com autoridades policiais, mas também com a comunidade”, disse.

Segundo o presidente, a União não vai interferir na competência dos estados e municípios, mas quer uma integração e coordenação geral. Durante a reunião com os governadores, Temer anunciou a criação de uma linha de crédito de R$ 42 bilhões para estados e municípios investirem em segurança. A maior parte dos recursos é oriunda do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico (BNDES).

Post Anterior

Médico acusado de matar ex-esposa recebe liberdade provisória

Próximo Post

Homenageada na AL