Home»Comunidade»Alunos reclamam da insegurança no campus da UFT depois da explosão do caixa eletrônico

Alunos reclamam da insegurança no campus da UFT depois da explosão do caixa eletrônico

Atualizada em: 06/12/2017 20:44

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

O caso da explosão do caixa eletrônico, deixou rastro de destruição e ainda insegurança, entre os alunos que estudam na Universidade Federal do Tocantins, campus de Palmas.

Foto: divulgação internet

O bloco I, onde estava o terminal de atendimento automático da caixa econômica, ficou isolado só na manhã da terça-feira, 5, quando aconteceu o crime. As aulas voltaram ao normal no mesmo dia, no período vespertino.

Imagem: divulgação

Nesta quarta-feira, 6, o sentimento ainda era de insegurança. A acadêmica de Arquitetura e Urbanismo, Maria Eduarda, estuda no mesmo bloco em que aconteceu o crime. Voltar para sala de aula tem sido difícil. “Olha o que aconteceu não é a primeira vez. Só que nada é feito. Os bandidos vem fazem o que querem. Vão embora. E a segurança não muda. Precisamos de caixas eletrônicos aqui, isso não abrimos mão, mas tem que ter segurança”, desabafa.

Foto: divulgação internet

Francisco Moreira, que também é estudante no mesmo bloco, conta que havia um caixa do Banco do Brasil, mas foi retirado. “O caixa que havia foi alvo de bandidos por 3 vezes, em 2015, 2016 e no início desse ano, usaram maçarico para arrombar os equipamentos até que a agência retirou do campus.  E nós ficamos desassistidos desse banco. Agora foi retirado o da caixa econômica. Nós precisamos desse serviço no campus. Mas desde que tenha segurança”, ressalta

Sobre o caso, através de nota, a Universidade Federal do Tocantins – UFT informou que o bloco I ficou isolado enquanto era realizada a perícia.  A instituição de ensino deve fornecer as imagens da vigilância monitorada à polícia. Sobre o reforço na segurança, a universidade ainda informou que foram investidos recursos na instalação do sistema de vigilância monitorada, feita por meio de câmeras de segurança e já está em processo de finalização a implantação desse sistema. No total 80 câmeras em funcionamento distribuídas em diversos pontos até final do mês mais 80 devem ser instaladas.

Post Anterior

Princípio de incêndio é controlado por bombeiros em apartamento da região norte de Palmas

Próximo Post

Beneficiários do Minha Casa Minha Vida em Araguaína serão capacitados pelo Sesi e Senai