0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 12/03/2022 14:54

O senador pelo estado de Sergipe Alessandro Vieira anunciou que deixará o seu atual partido, o Cidadania. Em um comunicado publicado neste sábado (12), o parlamentar – que era pré-candidato do partido ao Planalto – declarou ser inviável sua permanência na legenda junto ao presidente do partido, Roberto Freire.

Ingressei no Cidadania em dezembro de 2018, em um contexto de renovação política e modernização partidária, que foi materializado no Estatuto, com vedação às reeleições infinitas e abertura para os novos movimentos sociais”, escreveu Alessandro Vieira. No entanto, continuou, “estes mesmos princípios, diante do rompimento do compromisso de renovação, com alteração do Estatuto e manutenção de Roberto Freire como presidente, condição que ostentará por 34 anos, levam à conclusão de que é absolutamente inviável a minha permanência como filiado do Cidadania.”

O parlamentar sergipano já havia feito críticas públicas ao cacique do partido antes, principalmente por discordâncias do partido nas preparações para a próxima eleição. No início de fevereiro, ele chegou a afirmar  que aceitaria desistir de sua pré-candidatura à presidência se o partido fizesse uma federação partidária de sucesso. Esta não é a primeira baixa no partido: a senadora Leila Barros (DF) anunciou no início de março que deixaria o partido, após este ter anunciado uma federação partidária com o PSDB.

Post Anterior

Fertilizante ecológico pode reduzir dependência de importação

Próximo Post

PL marca lançamento de pré-candidatura de Bolsonaro para o dia 26 de março