0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 15/06/2020 14:32

Termina nesta segunda-feira, 15, a janela de plantio de soja nas várzeas tropicais tocantinenses, que abrangem os municípios de Lagoa da Confusão, Dueré, Formoso do Araguaia, Pium, Cristalândia, Santa Rita e Guaraí. Já, o prazo para a colheita foi mantido para até 30 de setembro.

Fica a cargo do produtor rural realizar o plantio de sementes de soja, dentro do período de prorrogação; a responsabilidade do direcionamento dos ciclos de materiais para a finalização de plantio, bem como os riscos relacionados às condições de irrigação.

O responsável técnico pelo Programa Estadual de Controle da Ferrugem Asiática, Cleovan Barbosa, ressalta que a Adapec acompanhou o plantio e que, mesmo em época da pandemia da Covid-19, as equipes de inspetores de defesa agropecuária estão prontas para realizar em campo o monitoramento das lavouras, durante todo o período da safra até o pós-colheita, garantindo assim, a manutenção do patrimônio fitossanitário do Tocantins.

Estimativa de cultivar 60 mil hectares. Foto: Adapec/Governo do Tocantins.

“O Governo Estadual tem empenhado esforços com o Ministério da Agricultura para a manutenção do plantio de soja nesta região, por considerá-la estratégica para o agronegócio brasileiro, principalmente por produzir sementes de alta qualidade e elevado grau de vigor de germinação,” afirma o presidente da Adapec, Alberto Mendes da Rocha.

A janela de plantio teve início no dia 20 de abril e encerraria no dia 31 maio. Os sojicultores que cultivam sementes naquela região solicitaram à Adapec a prorrogação da janela de plantio, uma vez que o período de chuva se estendeu e com isso houve atraso no cultivo da soja. A Agência então avaliou o pedido e prorrogou o prazo até 15 de junho.

Post Anterior

103 municípios tocantinenses têm casos confirmados da Covid-19

Próximo Post

Unitins oferta 280 vagas via Sisu em Palmas e Paraíso