Home»Comunidade»Acusado de assassinar professora em 2010 é condenado por crime de ocultação de cadáver

Acusado de assassinar professora em 2010 é condenado por crime de ocultação de cadáver

Atualizada em: 25/10/2017 11:47

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

João Abílio, 57 anos, acusado do assassinato da esposa, a professora Elizabete Contini Abílio, em 2010, foi absolvido do crime em julgamento, que começou na manhã de ontem, dia 24, e só terminou por volta de 3h da madrugada.

De acordo com a acusação do MPE, a vítima foi assassinada por motivo torpe — Elizabete descobriu que estava endividada por conta de gastos do marido com relações extraconjugais e festas —, com as mãos atadas, impossibilitada de se defender. Seu corpo foi encontrado enrolado em um pedaço de lona preta, próximo a Praia do Prata, em julho de 2010. O laudo apontou sinais de estrangulamento e fratura na coluna cervical.

Abílio foi absolvido por homicídio, mas condenado por ocultação de cadáver pelo júri popular, e pode ficar preso de um a três anos. Segundo decisão do juiz Gil de Araújo Correia, a pena só vai ser aplicada no final do processo, quando não houver mais possibilidade de recurso.

Post Anterior

Suspeito de homicídio qualificado é preso em Palmas

Próximo Post

Motociclista é lançado para fora da pista em acidente na BR-153 em Paraíso