Home»Destaque»“Acorda, Pedrinho”: conheça a história por trás do maior hit atual do Brasil, veja o clipe

“Acorda, Pedrinho”: conheça a história por trás do maior hit atual do Brasil, veja o clipe

Atualizada em: 30/05/2022 08:16

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

“Acorda Pedrinho / Que hoje tem campeonato / Vem dançar comigo / Vai ver que eu te esculacho.”

Nesta sexta-feira (27), a essa altura do “campeonato”, é improvável conseguir passar muito tempo nas mídias sociais sem cruzar, por ao menos 15 segundos, pelos versos desse hit.

Seja em um TikTok, um reels ou stories do Instagram, a música “Acorda, Pedrinho”, neste momento, encabeça a lista de virais do Spotify no mundo inteiro e lidera as mais escutadas no Brasil pelo 15º dia seguido.

A trilha sonora não tem objeto definido. Pode servir de fundo para qualquer publicação, desde uma influencer se maquiando, um lance bonito de futebol, até mesmo um vídeo de uma cirurgia. O tal do “Pedrinho” é chamado a acordar, não importa a situação.

Os autores do viral são os integrantes da banda curitibana Jovem Dionísio. Autointitulados como uma “boy band de boteco”, a resposta para a maioria das perguntas que surgem desse sucesso está próxima do centro de Curitiba, no conhecido “bar do Dionísio”, que batiza o grupo.

A música, que também dá nome ao primeiro álbum deles, era até então uma piada interna entre eles, mas agora é a responsável por lotar a agenda da banda.

Os integrantes contam a história do grupo, explicam quem é o Pedrinho, por que ele precisa acordar e relatam como tem sido os últimos dias desde a explosão do hit.

Da amizade de infância ao bar do Dionísio

A Jovem Dionísio é formada pelo vocalista Bernardo Pasquali (Belni), o baixista Gustavo Karam, o tecladista Bernardo Hey (Ber Hey), o guitarrista Rafael Mendes (Fufa) e o baterista Gabriel Mendes (Mendão).

Os cinco são amigos de infância e estudavam juntos no mesmo colégio em Curitiba. Karam relembra que foi nessa época que começaram a tocar juntos, sob o nome “Huff”, mas o repertório se restringia a covers de outros artistas.

“A gente começou a tocar real mesmo quando todo mundo começou na faculdade”, relembra Ber Hey. Conforme eles começaram suas graduações pela PUC-PR, foram surgindo as apresentações em bares, festas e cervejadas.

Em 2019, decidiram que iriam lançar suas próprias músicas. Então, em abril daquele ano, durante o planejamento do que seria o primeiro EP da banda, “Dança Entre Casais”, eles decidiram rebatizar a banda.

Post Anterior

Em 16 estados, diesel S500 teve alta no preço superior a 30% neste ano

Próximo Post

Lula sobe 5 pontos em nova pesquisa FSB

Sem comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.