Home»Agronegócio»Ações de prevenção da raiva nos territórios indígenas são discutidas pela Adapec e Secretaria de Saúde

Ações de prevenção da raiva nos territórios indígenas são discutidas pela Adapec e Secretaria de Saúde

Atualizada em: 13/03/2019 17:55

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Representantes da Agência de Defesa Agropecuária (Adapec) e a Secretaria de Estado da Saúde (SES), com a presença de representante do Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI), discutiram as ações compartilhadas sobre a vigilância da raiva em territórios indígenas do Tocantins. O encontro aconteceu nesta quarta-feira, 13, e foi decidido que os polos indígenas que receberão essas ações programadas, que serão realizadas no 2° semestre deste ano, abrangem 11 municípios.

As atividades consistirão na prevenção da doença por meio de educação e saúde, além do monitoramento do animal suspeito e no estreitamento das relações para que o indígena que for agredido por algum animal mamífero procure o serviço de saúde para saber se vai precisar, ou não, da profilaxia antirrábica.

A Adapec realiza ações de controle da raiva dos herbívoros (bovinos, equídeos, suídeos, caprinos e ovinos), de forma rotineira, que consistem no controle populacional do morcego hematófago, principal transmissor da doença na zona rural; no cadastramento e no monitoramento de abrigos, palestras, entre outros.

Os municípios que fazem parte dos polos de base indígenas que receberão as ações de prevenção das raivas humana e animal, além de leishmaniose, são: Tocantinópolis, Maurilândia, Araguaçu, Sandolândia, Formoso do Araguaia, Lagoa da Confusão, Itacajá, Goiatins, Pedro Afonso, Tocantínia e Santa Fé do Araguaia.

Post Anterior

Arquidiocese lança Campanha da Fraternidade na Assembleia Legislativa nesta quinta-feira, 14

Próximo Post

Caso Heidy Aires: julgamento de ex-companheiro, acusado da morte de professora, é adiado

Sem comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *