Home»Destaque»A paixão pela costura é destaque entre jovens: conheça Vitória Wanessa

A paixão pela costura é destaque entre jovens: conheça Vitória Wanessa

Atualizada em: 09/05/2019 12:49

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Algumas profissões nos remetem a infância, nos lembram das coisas da vovó ou da nossa mãe! Este é o pensamento de algumas pessoas quando o assunto é costura. Mas a habilidade com as máquinas de costura, moldes, tesouras, agulhas e linhas, não é mais característica apenas de senhoras. Jovens e adolescentes estão cada vez mais interessadas pela costura. E garanto que produzir as próprias roupas ou outras peças é um dom, uma arte!

Descobri a costura em 2016! E garanto que foi uma verdadeira aventura! Minha mãe era costureira e minha avó também, porém nunca tinha interessado pela área. Até ver um máquina de costura em promoção e resolver comprar. Imaginam o meu desespero quando a máquina chegou e não sabia nem como ligar? E eis uma das melhores experiências da minha vida! Digo que é até uma terapia e sempre tem comemoração a cada nova peça finalizada! 

Nos meus cursos de costureira, o número de meninas de 18 a 35 anos de idade era muito alto! Algo que sempre me chamou atenção, pois vamos dizer que este era ante um talento tão comum entre os “mais velhos”. Como exemplo desta nova geração vamos falar no Papo de Mulher de hoje, 9 de maio, da jovem costureira Vitória Wanessa Aragão da Silva, de 19 anos de idade, que também é estudante de Ciências Contábeis. Apaixonada por moda, curiosa e de uma família de costureiras, ainda quando criança já tinha seu kit de costura com linhas e agulhas; e já desenhava roupinhas para suas bonecas.

Ela relata que trocou a festa de 15 anos por uma máquina. “Não foi fácil convencer minha mãe desta ideia, que preferia uma máquina de costura ao invés de uma festa de debutante, mas ela sempre foi muito compreensiva, quando percebeu que não iria mudar, ela cedeu. E depois disto, nunca mais parei”, ressaltou.

Investimento

A jovem costureira conta que investiu em cursos de corte e costura para aperfeiçoar a técnica e devido ser muito alta sempre encontrou dificuldades para encontrar roupas. Então começou a fazer suas próprias roupas e logo as encomendas começaram a aparecer. “Nunca encontrava roupa que me servia, sempre ficavam curtas de mais, nunca era encontrava o modelo que queria, me sentia desconfortável as vezes nas roupas e sempre que comprava precisava de algum ajuste”, relatou.

Vitória pretende continuar investindo na profissão. “Quero ir atrás de mais conhecimento e aprendizado, e quem sabe um dia lanço minha coleção no São Paulo Fashion Week, com modelagem própria e estampadas exclusivas.  Não custa nada sonhar, né?!”, diz a jovem em tom descontraído.

Então fica mais que comprovado que costurar não tem idade. Assim como tudo é possível! Inove, invente, crie, faça você mesmo!

Post Anterior

"R$30 conto por programa": duas mulheres são presas por exploração sexual de adolescente

Próximo Post

Suposto integrante de facção criminosa é preso suspeito de matar homem com 12 tiros

Sem comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *