0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 14/02/2019 11:59

Policiais da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Araguaína, norte do Tocantins, a 380 km de Palmas, ainda não tem pistas nesta quinta-feira, 14, dos três homens que atiraram e mataram Wilton Leite Arantes Melo, 29 anos, na tarde desta quarta-feira, 13, no Setor Maracanã.

Melo foi baleado quando chegava em casa com a esposa e um filho pequeno.Segundo testemunhas, o grupo estava num carro branco estacionado perto da casa e já saiu atirando em direção a ele. Mais de seis disparos foram feitos. 

O corpo do entregador de gás ficou estirado no meio da rua e atraiu dezenas de curiosos. Policiais militares, Serviço Médico de Atendimento de Urgência (SAMU) e Instituto Médico Legal (IML) estiveram no local, constatando a morte. 

Post Anterior

Capital da Fé 2019: Agtur realiza sorteio de espaços da Praça de Alimentação na próxima sexta-feira, 15

Próximo Post

Contadores na mira da PC/TO: investigação apura empresas abertas em nome de 'mortos vivos' no norte