0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

⟳ Atualizada em: 15/07/2022 11:53

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pode liquidar as eleições deste ano já em 1º turno, mostram dados de 4 das 6 principais pesquisas eleitorais divulgadas nas últimas semanas. Nesses estudos, o petista tem vantagem ou está empatado tecnicamente com a soma dos adversários.

Os outros 2 levantamentos –da FSB com o banco BTG e do Paraná Pesquisas com a corretora BGC– indicam chance da disputa ir para o 2º turno. Para que um candidato seja eleito na 1ª rodada, é necessário ter conseguido 50% mais 1 dos votos válidos (não são considerados nesse cálculo os votos brancos e nulos).

Com a promulgação da PEC das bondades, um dos focos da campanha de Bolsonaro deverá ser evitar uma vitória lulista já em 1º turno. O projeto aprovado pelo Congresso aumenta o Auxílio Brasil para R$ 600, dobra o vale-gás e concede outras benesses.

Os bilhões injetados na economia e os adicionais em programas sociais tendem a ajudar a melhorar o humor do eleitor. Mas o tempo é curto. Faltam 79 dias para a eleição. O Auxílio Emergencial, em 2020, demorou 4 meses para alavancar a avaliação e dar um respiro ao presidente.

Mesmo que diminua a vantagem, a história joga contra os bolsonaristas. Desde 1988, quando se adotou a possibilidade de 2º turno, nunca houve uma virada na disputa para presidente. Ou seja, sempre o candidato que terminou em 1º lugar no 1º turno venceu a eleição e tomou posse.

O Poder360 considerou pesquisas de BTG/FSB, PoderData, Paraná Pesquisas/BGC, Quaest/Genial, Datafolha e Exame (BTG)/Ideia. Clique nos textos em azul para ler as íntegras. Os estudos estão registrados no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sob os números: BR-09292/2022; BR-06550/2022; BR-09408/2022; BR-01763/2022; BR-09088/2022 e BR-02845-2022, respectivamente.

PESQUISA PODERDATA

O estudo realizado de 3 a 5 de julho de 2022 mostra cenário estável e concentrado em Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Jair Bolsonaro (PL). Hoje, o pré-candidato petista tem 44% das intenções de voto contra 36% do atual presidente.

Os outros pré-candidatos somam 11% das intenções de voto. Ciro Gomes (PDT) marca 5%; André Janones (Avante) e Simone Tebet (MDB) têm 3% cada um. Luiz Felipe d’Avila (Novo), Pablo Marçal (Pros), Luciano Bivar (União Brasil), Leonardo Péricles (UP), Eymael (DC), Sofia Manzano (PCB) e Vera Lúcia (PSTU) não tiveram menções suficientes para pontuar.

Em um possível 2º turno entre Lula e Bolsonaro, o petista tem 50% contra 38% do presidente. A distância entre os 2 é de 12 pontos percentuais.

AGREGADOR DE PESQUISAS

O Poder360 mantém acervo com milhares de levantamentos com metodologias conhecidas e sobre os quais foi possível verificar a origem das informações. Há estudos realizados desde as eleições municipais de 2000. Trata-se do maior e mais longevo levantamento de pesquisas eleitorais disponível na internet brasileira

O banco de dados é interativo e permite acompanhar a evolução de cada candidato.

As informações de pesquisa começaram a ser compiladas pelo jornalista Fernando Rodrigues, diretor de Redação do Poder360, em seu site, no ano 2000. Fonte Íntegra do Site Poder 360.

Post Anterior

Bolsonaro perde metade de seu eleitorado na Bahia; ACM Neto ganha no primeiro turno

Próximo Post

Guarda-vidas militares a postos para o terceiro final de semana da Operação Praias

Sem comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.